Precisa ficar fora de casa e pretende deixar seu gato sozinho? Entenda os perigos escondidos.

Gatos ficam bem sozinhos, são mais independentes comparados aos cachorros e não precisam passear – essas são afirmações amplamente difundidas sobre a personalidade dos gatos. Sabemos que podem até ser verdade para alguns, mas, independência não significa que é o tempo inteiro, e não significa que podemos deixar os ronrons sem supervisão por longos períodos em casa.

Os gatos geralmente estranham muito mudanças de rotina, pessoas e locais, então levá-lo consigo em uma viagem, por exemplo, pode realmente ser estressante e pior para o animal. Nessas situações, talvez, deixá-lo em casa pode realmente parecer a melhor opção, porém há riscos que não podem ser desconsiderados.

Podemos, até certo ponto, aumentar a segurança da casa para deixarmos eles sozinhos, porém, isso não significa que conseguiremos garantir também seu bem-estar nesse período.

wpid-Luhu-cat

Diante dos inúmeros riscos de manter sem supervisão um animalzinho em casa por longos períodos, podemos citar alguns:

  • O gatinho pode ficar preso em algum cômodo, sem acesso à comida e água, ou ainda preso dentro de algum armário.
  • Ele pode ficar sem se alimentar ou beber água, até mesmo por motivos emocionais, podendo causar problemas de saúde ao longo do tempo.
  • O animal pode ainda se recusar a utilizar a caixa de areia por estar suja e então ao reter urina e fezes pode ter complicações de saúde.
  • O gato pode ingerir algum inseto ou algo que cause uma intoxicação.

 

Seguem algumas dicas para quem tem pets, independente de se ausentar por longos períodos ou não de casa, é sempre bom estar precavido para alguma emergência:

  • Tenha em sua carteira um cartão como este da imagem abaixo, com telefones atualizados de pessoas de confiança que possuam uma cópia da chave da sua casa.

carteirinha-de-emergencia-Tudo-Sobre-Gatos-2-1024x642

  • Deixe o telefone do veterinário do animal em local visível juntamente com informações sobre remédios que o pet faça uso contínuo, com dosagem e horário. Também importante deixar informado se o animal é portador de alguma doença. DICA: A porta da geladeira é um bom local pra estes avisos!

 

Sabendo dos perigos de deixar o gato sozinho em casa, se você vai viajar e optou por levar seu gato na viagem, leia mais sobre as providências a serem tomadas no Blog Adote um Ronrom.

Interessado em deixar seu gato em um hotel de confiança ou contratar o serviço de um catsitter para ir até sua casa cuidar do seu ronrom no conforto do lar? Leia aqui no Blog Adote um Ronrom dicas de como contratar o melhor serviço e indicações na cidade de Florianópolis.

 

Fontes consultadas: http://tudosobregatos.com.br/, http://petiko.com.br/, http://ronronar.com/

Imagens: http://bestofweb.com.br/, http://tudosobregatos.com.br/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s