Situação dos gatos do Jockey Club do Rio de Janeiro é alvo de campanha na web

Um caso envolvendo maus tratos animais colocou centenas de gatos no centro dos holofotes esta semana. A polêmica veio à tona depois que um grupo de protetoras passou a denunciar nas redes sociais a situação precária das colônicas de felinos que vivem no Jockey Club, no Rio de Janeiro, onde estima-se que vivam cerca de mil gatos.

Casos de maus tratos a animais não são nenhuma novidade, mas a campanha que busca pressionar o Jockey ganhou força e visibilidade principalmente depois que a atriz Paula Burlamaqui resolveu comprar a briga em nome dos gatinhos.

Ela então passou a convocar colegas de profissão como Paolla Oliveira, Carol Castro e Marina Ruy Barbosa a ajudarem a pressionar os responsáveis do Jockey para tentar resolver a situação.

Paula Burlamaqui postaram fotos com cartazes que pedem ajuda para os gatos do Jockey. Fonte: G1/Reprodução do Facebook.

Entre as queixas apresentadas pela campanha está o fato de que o Jockey impede que os animais sejam alimentados, com avisos expressos espalhados pelo local, além de não abastecerem os potes de comida e água. O estabelecimento se defende alegando que gasta R$ 30 mil por mês com os animais.

“O Jockey mascara muito. Eles mostram uma coisa quando a reportagem vem e a realidade é outra. Eles falam que alimentam, fazem e acontecem, mas sempre que eu chego não tem nada nos potes. Eu boto comida e água e eles tiram tudo e jogam fora. A coisa aqui é muito complexa, a briga é antiga”, relatou uma das protetoras à reportagem do site G1.

Membros da campanha registraram os alvos da denúncia: potes vazios e aviso proibindo os gatos de serem alimentados. Fonte: G1/Reprodução

A pressão vem dando resultados: as protetoras e Paula Burlamaqui acionaram a Secretaria de Bem Estar Animal do Rio de Janeiro e conseguiram uma reunião com a diretoria do Jockey, que firmou acordo com a prefeitura do Rio de Janeiro para cuidar dos animais.

A ideia é que os gatos do Jockey entrem para o programa da prefeitura de esterilização, que tem como principal objetivo impedir que os gatinhos se reproduzam indefinidamente, aumentando ainda mais o número de animais no local.

Gatinho capturados para a cirurgia de castração. Fonte: Andressa Gonçalves/G1 Rio.

Apesar do avanço, é triste que os casos de maus tratos só comecem a ser resolvidos diante das ameaças de visibilidade midiática ou da participação de pessoas influentes ou famosas. Enquanto esta campanha gera a promessa de uma mudança, milhares de casos anônimos Brasil afora seguem sem solução. Ainda assim, a perspectiva é de uma vida melhor para os gatinhos do Jockey.

Fonte consultada: http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/jockey-e-prefeitura-acertam-parceria-para-cuidar-de-gatos-apos-pressao-de-campanha-na-web.ghtml

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s