Caudectomia em gatos: amputação de cauda

A cauda dos gatos apresenta, além de funções fisiológicas, as quais falaremos mais adiante, funções de comunicação e expressão. Ao conviver com os gatos, podemos conhecer sua personalidade através do movimento de seu rabo. Vezes estão abaixados, enrolados ou eriçados e então percebemos seu estado de espírito.

gatito-cauda-ereta

A cauda dos gatos está sempre propensa a lesões acidentais, infecções, fraturas e luxações devido ao fato de estarem sempre ativos e curiosos subindo e entrando em locais indevidos! Sinais de que a cauda do animal possa estar lesionada compreendem sinais visuais como machucados e torções e até mesmo sintomas como diarreia e incontinência urinária. Se o gato está com o rabo sempre abaixado ou com dificuldades de equilíbrio para caminhar e pular, pode também ser um sinal de lesão na cauda e deve ser levado ao veterinário.

Treat-a-Cat's-Broken-Tail-Step-1-Version-2

Apenas o médico veterinário pode dar o diagnóstico correto, mas é importante que o gato seja levado precocemente ao consultório porque muitas vezes a amputação pode ser evitada se a lesão for tratada de início.

Em determinados casos mais críticos, o veterinário pode recomendar a retirada cirúrgica da cauda do gato, procedimento conhecido como caudectomia. Apesar de ser uma cirurgia complexa por envolver muitas terminações nervosas, é muito comum e geralmente segura. A amputação pode ser parcial ou total.

american-bobtail-cat-facts

Os nervos que controlam a bexiga e a esfíncter anal estão na cauda, então no período pós operatório é possível que hajam alterações temporárias nos hábitos de urina e fezes do animal. Após um período de recuperação e adaptação geralmente as dificuldades são superadas e o gato volta a ter uma vida normal. Se não houve dano neurológico possivelmente esses sintomas serão apenas temporários e o gato conseguirá desenvolver novamente seu equilíbrio e conseguirá pular e correr normalmente.

Lembrando que a rua é um ambiente que traz potenciais fatores de lesões aos gatos que podem implicar em amputação da cauda e outros membros. Como por exemplo: brigas com outros animais, atropelamentos, maus tratos e outros. Então fica sempre a importância de criar os ronrons em ambientes telados sem acesso à rua.

 

Fontes: http://pt.wikihow.com/, http://www.ehow.com.br/, http://www.petsedicas.com/.

Imagens: https://meusanimais.com.br/; http://pt.wikihow.com/; http://www.petmag.com.br/.

3 comentários sobre “Caudectomia em gatos: amputação de cauda

  1. Susan disse:

    Olá, tudo bem? Então.. Eu adotei um gato de rua já faz um tempo, ele não tem a metade do rabo e a metade que ele tem esta quebrada, eu sinto as lesões quando passo a mão. Apesar de o rabo estar pela metade e quebrado ele age como um gato normal, ele mexe o rabo como qualquer gato, demostrando suas “emoções” rsrs. Mas eu percebi q ele não sente quando anda por cima de alguma poça d’água, as vezes ele até deita no molhado e nem se importa, e não sei se tem a ver com o rabo, pq a minha mãe me disse q ele pode ter perdido a sensibilidade. Mas o que eu realmente gostaria de saber é se é possível arrumar o rabino dele? assim quando a gente quebra o braço sabe. Sem a amputação

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s