Depoimento da adotante: Marieta

Para nós, voluntários do Adote um Ronrom, que convivemos com os gatinhos do projeto e acompanhamos sua história desde o resgate até a adaptação e a procura por uma família, é muito difícil não se apaixonar algumas vezes por algum gatinho em especial. É difícil para nós não ter a vontade de levar vários ronrons pra casa e dar a eles uma família, principalmente depois de conhecer a trajetória deles tão de perto.

Alguns de nós conseguem resistir à tentação de adotar um ronrom, mas muitos dos voluntários já se deixaram levar pelo coração mole e agora tem um gatinho do projeto como parte de sua família. Uma dessas voluntárias é a Tatiana, que adotou não só uma como duas gatinhas do Adote um Ronrom, e hoje vem contar a história de uma delas: a Marieta.

IMG_2595

Eram 5 gatos: Margot, Berenice, Nestor, Vicente e Catarina (adotada do projeto). Sendo assim a ideia era adotar um macho pra ficar 3 meninas e 3 meninos. A ideia era, também, dar um nome nessa mesma temática, sem repetir a letra inicial. A ideia era essa.

Mas a Marieta ganhou o coração do meu marido e me tirou toda a logística que, um dia, eu havia planejado.

Todo gatinho novo que adotamos, costumamos deixar num quarto separado até a completa adaptação. Com a Marieta não foi assim. Ela não curtiu nada esse esquema e, na primeira oportunidade, saiu correndo pela casa, sem medo de ser feliz. E se tem uma coisa que essa pequena não tem é medo!

Ela “chegou, chegando”, sem se importar com qualquer hierarquia que eventualmente pudesse existir, sem saber quantos novos irmãos esperavam por ela e sem ter a menor noção do que existia atrás daquela porta. Ela simplesmente foi.

Foi ganhando espaço na casa, no sofá e no coração dos irmãos (afinal, no coração dos pais ela já tava mais do que instalada). É de uma hiperatividade que até cansa. Dificilmente conseguimos ver a Marietinha dormindo. Mas, ao mesmo tempo, é de um amor tão grande, que nem cabe naquele corpinho magro e pequeno. Ama carinho, ama colo, ama “mamar” na nossa orelha até pegar no sono (o que não dura muito, mas são preciosos momentos de calmaria).

Se um dia ela morou em outro lugar que não a nossa casa, ela não lembra mais. Se um dia conseguimos viver sem a Marieta, não saberíamos mais! ❤”

Veja mais fotos da Marieta na nossa galeria:

Você também pode fazer parte de uma dessas histórias com final feliz. Adote! Para adotar um ronrom envie um e-mail para queroumronrom@gmail.com

Você pode conhecer os gatinhos disponíveis para adoção clicando neste link:

Ronrons para adoção.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s