É importante que um gato use seus instintos de caça?

cacando

Quem nunca viu um gato espreitando algum animal, inseto, ou até mesmo um brinquedinho que você movimenta para estimulá-lo? É realmente uma cena muito fácil de se ver, e muito importante que ocorra.

Instintivamente, os gatos tem a caça em seu DNA, devido às suas origens selvagens. Mesmo atualmente os gatos domesticados, que vivem em nossos lares, possuem o instinto que antigamente era de sobrevivência – caçar para se alimentar e alimentar a ninhada.

Por serem predadores naturais, as mães ensinam as sequências de caça aos seus filhotes, muito mais comum em gatos selvagens na natureza do que nos nossos lares. Porém , mesmo sem fome, e independente de terem aprendido com a mãe, os gatos instintivamente continuam caçando ou brincando de caçar.

As brincadeiras de caça dentro de casa ajudam o gato a aprender e controlar sua velocidade, potência, distância e estratégia de perseguição de presas. Sendo um hábito muio saudável para que se exercitem e se sintam bem. É sempre possível atrair um gato com algo que se movimente, independente se ele planeja comer ou não esta presa.

Principal Técnica: Espreita!

downloadO gato espera e observa a presa por quanto tempo for necessário para planejar um ataque eficaz, os gatos demonstram extrema paciência nestes casos. No caso de a presa ser um pássaro,  os gatos podem se arrastar silenciosamente pelo terreno até se aproximarem a uma distância que os permitirá saltar sobre o pássaro sem que o mesmo perceba o ataque.  Estudos mostram que, de tão concentrado que o gato fica enquanto caça, ensurdece momento antes de dar o bote.

Estimule: Brinque com seu ronrom

Como nossos ronrons não tem acesso à rua e aos perigos dela, reuse a energia da caça em brincadeiras, para que o gato não fique ansioso e sedentário. Estimule caçadas pela casa com os brinquedos, mas sempre tomando muito cuidado para não estimular caça aos calcanhares das visitas!

Ter mais de um ronrom em casa também faz com que ambos brinquem de caça entre si.

gallery_2_522_522005

Entre os exercícios típicos, estão explorar o ambiente, agarrar bichinhos e observar atentamente suas reações, esconder-se atrás de objetos e tentar dar o bote no melhor momento. As brincadeiras, ainda, estreitam laços afetivos com o grupo, se o gato convive com outros exemplares.

Leia também, no antigo endereço do Blog do Adote um Ronrom mais um pouco sobre as caçadas: aqui

Um sinal de que o gato pode estar estressado e que algo não vai bem é quando ele perde o interesse pelas brincadeiras, fique atendo à saúde do seu ronrom!

Curiosidades da antiguidade:

• A vocação dos gatos para caçar camundongos era admirada pelos antigos egípcios, que confiavam aos bichanos a missão de evitar que as colheitas fossem atacadas. Os europeus da Idade Média, no entanto, preferiram acusá-los de heresia.

• Na vila medieval que deu origem a Ypres (Bélgica), os gatos eram atirados do alto de uma torre em todo início de primavera, para simbolizar a expulsão dos maus espíritos. A tradição permanece, mas com gatos de pelúcia no lugar dos de verdade. UFA!

Fontes: https://meusanimais.com.br/, http://super.abril.com.br/,http://caocidadao.com.br/

Imagens: http://gatosnews.blogspot.com.br/, http://petboxbrasil.com.br/, http://belosgatos.zip.net/

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s