Sem pelos, mas com estilo: conheça o gato Sphynx

Quando a gente pensa em gatos, logo vem à mente uma bolinha de pelos com bigodes, de tão característica que é a cabeleira felina. Mas, você sabia que existem bichanos que nascem desprovidos de pelos?

Trata-se da raça Sphynx ou Esfinge – fazendo referência à escultura egípcia de Gizé. Os registros indicam que o primeiro indivíduo surgiu na década de 1970, em Toronto, Canadá, histórico que também faz esses gatos serem conhecidos como “calvos canadenses”.

De acordo com o The International Cat Association, a ausência de pelagem nos sphynx ocorreu ao acaso – por uma mutação genética – e que um gene recessivo foi o responsável pela característica da nudez. Então, descentes nus que cruzam com gatos peludinhos têm chances de gerar filhotes sem pelos e filhotes com pelo que portam o gene recessivo.

Gatos peludos que portam o gene da nudez e que cruzam com gatos nas mesmas condições genéticas aumentam a probabilidade de terem descendentes pelados. Entretanto, nem todos os indivíduos da raça sphynx têm a ausência total de pelos.

Alguns possuem uma pelagem quase imperceptível na região perineal (rabo, testículos, etc), enquanto outros têm pele mais enrugada – com dobras que vão se acentuando ao longo da vida. O que não esbanjam em cor e tamanho dos pelos, eles arrasam nas cores e padrões da pele: você pode encontrar peles nas cores branca, preta, vermelha, chocolate, e padrões como malhado, bicolor, uniforme, entre outros.

Sou charmoso e muito simpático

É comum as pessoas considerarem esse tipo de bichano pouco atrativo. Talvez, por sua aparência exótica e incomum. Porém, sua personalidade é tão sedutora que conquista em pouquíssimo tempo. Exemplos disso são o carisma e a facilidade de socialização.

Os Sphynx gostam tanto da interação com humanos, que geralmente são indicados para pessoas que sofrem de depressão ou que passaram por situações traumáticas. Além da afetuosidade, são gatos inteligentes, com facilidade de adaptação e que se relacionam bem com outros animais e crianças.

Pela ausência de pelo, buscam o contato físico para se aquecerem, e isso inclui dormir juntinho com o dono – com a grande vantagem de não deixar pelinhos grudados no cobertor!

Apesar de serem considerados muito saudáveis, os sphynx requerem alguns cuidados extras, se comparados aos gatos peludinhos. Pelo fato de estarem com a pele diretamente exposta ao ambiente, é importante mantê-la hidratada com uma loção ou óleo sem perfume.

Devido a uma secreção gordurosa que não pode ser absorvida pela pelagem, eles também demandam banho semanal para eliminar o odor característico e para não manchar sofás, tapetes, roupas ou mobílias. Entre os banhos, é possível usar o lenço umedecido na higienização. Mas é importante que todos os produtos utilizados sejam os indicados pelo veterinário.

Pela ausência de pelos e, muito comumente, a falta de cílios e sobrancelhas, os olhos e os ouvidos também requerem uma limpeza semanal para não acumularem resíduos. Também, é recomendado mantê-los em ambientes internos, evitando o contato prolongado com o sol e para manter o corpo aquecido. Do contrário, use protetor solar ou uma roupinha.

Se os gatos por si só já são essa lindeza que desperta na gente toda a ternura do mundo, imagine um bichano com todas essas características! Ficou com vontade, né? Tudo bem, eu também fiquei com muita vontade de ter um Sphynx. Quem sabe, não será meu terceiro gatinho…rs

 Fotos: Patrick Matte / Max Res / Ivan Vassilievich

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s