Ir para um hotel ou ficar em casa? Saiba mais sobre os serviços de pet sitter e hotéis para gatos

Nas últimas décadas tem sido mais comum pessoas escolherem a companhia de animais de estimação para compartilharem seu lar. Principalmente pessoas que moram sozinhas ou casais sem filhos. Estas pessoas fazem do animal um integrante de sua “nova família”.

Porém, na hora que surge uma viagem, a trabalho ou lazer, sempre fica a dúvida: o que devo fazer com meu “filho”? Com isso, falaremos um pouco sobre duas possibilidades que você pode avaliar para melhor conforto do seu bichano: os pet sitter e hotéis para gatos.

Pet Sitter

A Pet Sitter (babá pet) consiste em um serviço em casa, onde uma pessoa irá até sua residência para cuidar de seu animal no aconchego do seu lar.

O profissional de Pet Sitter deve dar atenção individual e personalizada para cada animal, optando para que esses cuidados sejam realizados no ambiente familiar, onde o animal reconhece todos os cheiros e se sinta mais seguro, respeitando sua rotina e reduzindo o estresse sentido pela falta do dono.

Também existe a possibilidade de o animal ir para a casa da Pet Sitter, para aqueles animais que não conseguem ficar sozinhos em casa, longe de pessoas. Desta forma, o pet poderá ter contato com outros animais.

Contudo, os animais que se hospedarem na casa da Pet Sitter deverão ter todas as vacinas em dia, antipulgas recém-aplicado e serem dóceis com outros animais. O profissional irá ficar responsável pela higiene do animal, possíveis passeios, medicamentos, horários de alimentação, troca de água e quaisquer outros cuidados específicos que seu animal possa ter.

Algumas dicas para escolher bem seu profissional Pet Sitter:

1 – Procure obter referências sobre o Pet Sitter que irá contratar, como informações de pessoas que já recorreram aos seus serviços;

2 – O Pet Sitter a ser escolhido deve se preocupar em diagnosticar o relacionamento, os cuidados e a rotina oferecida ao animal por seu dono;

3 – Dê preferência por um Pet Sitter que tenha feito curso profissionalizante e que busque constantemente se aperfeiçoar na profissão;

4 – Se o animal (especialmente o cão) é sempre alegre e não tem problema grave de comportamento, deve demonstrar afeição pelo Pet Sitter. Se você perceber que o Pet Sitter e o animal não se deram bem ou que ele tenha medo, é recomendável substituir por outro profissional;

5 – Se possível, assista a alguns cuidados, à distância, sem que o Pet Sitter perceba que está sendo observado. Também fique atento ao comportamento do seu animal após o trabalho do Pet Sitter.

Hotel para gatos

Esta é uma outra opção para deixar seu pet. Os hotéis para animais estão cada vez mais sendo procurados e oferecendo serviços de qualidade e diferenciados.

Mas muita atenção na hora de escolher o hotel para seu pet! Procure conhecer o estabelecimento pessoalmente antes, e tire todas as suas dúvidas com os cuidadores. Abaixo, algumas características que você deve averiguar na hora da escolha:

1 – Higiene: os gatos são animais muito limpos e gostam também de limpeza no lugar onde habitam. Deve-se prestar atenção na limpeza das instalações oferecias aos animais, como os dormitórios, as zonas de banho, os espaços de recreio e as áreas destinadas ao tabuleiros para necessidades.

2 – Rigor na admissão dos gatos: verificar se os gatos hospedados no hotel estão com as vacinas em dia, desparasitação, se o animal possui alguma doença ou comportamento que iniba uma pacífica convivência com a rotina do hotel, intolerância a alimentares, alergia, dentre outros.

3 – Segurança: áreas bem vedadas e de difícil saída, formas engenhosas e eficazes de garantir que os animais não têm acesso ao exterior sem serem detectados, e a existência  de garantias de que em caso de desaparecimento de algum gato existem maneiras rápidas e eficazes para tentar solucionar o problema, são requisitos obrigatórios.

4 – Alimentação: como cada animal está acostumado a consumir determinada ração, é interessante deixá-la para que ele consuma no hotel, em quantidade suficiente durante a estadia.

5 – Assistência clínica especializada: o ideal é que o hotel tenha seu próprio serviço de cuidados veterinários disponíveis por 24 horas, mas, acaso isso não ocorra, é importante que pelo menos o hotel disponibilize serviços de enfermagem permanentes, principalmente para aqueles animais de tomem medicação diária ou ocasional. Um veterinário, ainda que em tempo parcial, é outra característica decisiva para a escolha do hotel.

6 – Brinquedos e formas de divertimento: o hotel deve ter brinquedos e artefatos capazes de servir como distração, constituindo ao mesmo tempo fontes de prazer para os animais. Bolas, guizos, troncos de cordas, jogos de redes entrelaçadas, caixas de diversos tamanhos e texturas, bonecos sonoros;

7 – Bom isolamento térmico: gatos não gostam nem de frio e nem de calor excessivo, por isso é bom verificar se o hotel está equipado com bom isolamento térmico. Os espaços reservados aos animais devem possuir sistemas de aquecimento e ventilação para que eles não se sintam incomodados com esses excessos.

Depois de saber um pouquinho sobre essas possibilidades para deixar seu bichano, é só escolher a que mais lhe agradou! O importante é sempre ficar atento ao bem estar de seu pet, da forma que ele irá se sentir mais confortável com essa breve separação de vocês! Escolha a opção, viaje, e volte cheio de amor pra dar pra ele, que com certeza vai estar te esperando com muitas saudades!

Fonte: ronronar.com.br; petsittersdobrasil.com.br

Fotos: royalcatshotel.com; cattime.com; me-adota.blogspot.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s