Maus tratos em animais. O que fazer?

Todos os dias vemos ou ouvimos notícias sobre maus tratos em animais, o que nos causa uma indignação e a vontade de punir os responsáveis, e acabar com o sofrimento dos bichinhos que tanto amamos. Mas o que pode ser considerado maus tratos perante a lei? E como fazer para denunciar caso você presencie um caso desse?

No Brasil temos duas leis que tratam desse tema:

Lei 9.605/98 que, entre outros assuntos, fala sobre maus-tratos a animais:

Art. 32. Praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos:

Pena – detenção, de três meses a um ano, e multa.

§ 1º Incorre nas mesmas penas quem realiza experiência dolorosa ou cruel em animal vivo, ainda que para fins didáticos ou científicos, quando existirem recursos alternativos.

§ 2º A pena é aumentada de um sexto a um terço, se ocorre morte do animal.

Como vocês podem perceber, esta lei penaliza quem pratica crimes de maus tratos, mas não é clara sobre o que deve ser  considerado maus tratos.

Por isso recorremos ao decreto federal N° 24.645, de 14 de julho de 1934.( Fiz um resumo, mas aconselho vocês a lerem a lei completa depois)

Art. 3. – Consideram-se maus tratos:

I – Praticar ato de abuso ou crueldade em qualquer animal;

II – Manter animais em lugares anti-higiênicos ou que lhes impeçam a respiração, o movimento ou o descanso, ou os privem de ar ou luz;

V – Abandonar animal doente, ferido, extenuado ou mutilado, bem como deixar de ministrar-lhe tudo o que humanitariamente se lhe possa prover, inclusive assistência veterinária;

Aqui podemos entender um pouco do que pode ser enquadrado como maus tratos a animais, mas a questão é muito mais complexa porque em muitos casos é difícil reunir provas. Dentre as principais formas de maus tratos devemos observar e denunciar ações que às vezes não são tão explícitas quanto a violência em si, como:

  • Abandono;
  • Agressões físicas, como: espancamento, mutilação, envenenamento;
  • Manter o animal preso a correntes ou cordas;
  • Manter o animal em locais não-arejados – sem ventilação ou entrada de luz;
  • Manter o animal trancado em locais pequenos e sem o menor cuidado com a higiene;
  • Manter o animal desprotegido contra o sol, chuva ou frio;
  • Não alimentar o animal de forma adequada e diariamente;
  • Não levar o animal doente ou ferido a um veterinário;
  • Submeter o animal a tarefas exaustivas ou além de suas forças;
  • Utilizar animais em espetáculos que possam submetê-los a pânico ou estresse;
  • Capturar animais silvestres.

É importante reunir o máximo de provas para uma denúncia mais precisa e consistente: busque evidências e testemunhos que comprovem suas suspeitas. Se possível, tente conversar com o acusado de agressão, deixando claro que os animais são protegidos por leis.

Fotografe ou filme os animais que sofrem maus tratos. Provas e documentos são fundamentais para combater e comprovar.

Consiga o maior número de informações possível para identificar o responsável. É importante saber o nome completo, a profissão, o endereço residencial ou do trabalho.

Em caso de abandono ou atropelamento, anote a placa do carro para levantar a identificação no Detran.

Não tenha medo de denunciar. Você será considerado somente uma testemunha do caso.

Como denunciar?

Pela Constituição de 1998, os animais estão sob tutela do Estado e cabe a ele a função de protegê-los. Atos de abuso e de crueldade são crime ambiental e devem ser denunciados à polícia, que formalizará a ocorrência e instaurará um inquérito.

A autoridade policial tem a obrigação de fazer uma investigação dos fatos que, em tese, são crime ambiental.

Os números de telefone que recebem denúncias são diferentes em cada estado:

SUL
181

SUDESTE
181 (exceto RJ)
(21) 2253.1177 / 0300.253.1177 (Petrópolis)

NORDESTE
BA – 3235.000 (capital) / 181 (interior)
SE – 181
AL – 0800.284.9390 Polícia Civil / (82) 3201.2000 P.M.
PE – (81) 3421.9595 (capital) / (81) 3719.4545 (interior)
PB – 197
RN – 0800.84.2999
CE – (85) 3488.7877
PI – 0800.280.5013
MA – 3233.5800 (capital) / 0300.313.5800 (interior)
TO – 0800.63.1190

NORTE
PA – (94) 3346.2250 / 181
AM – 0800.092.0500
RR – 0800.95.1000
AP – 0800.96.8080
AC – 181
RO – 0800.647.1016

CENTRO-OESTE
MT, GO, DF – 197
MS – 147

FONTE: www.petmag.com.br/13498/como-fazer-a-denuncia-de-maus-tratos-a-animais/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s