Gato arisco: como amansar a fera

O gato já é um animal de personalidade forte, que fica mais “na dele”, não faz festinha quando seu humano chega e, em muitas situações, não demonstra grandes emoções (não que ele não sinta, ele sente!), mas a situação pode ser problemática quando o gato é arisco.

Um gato arisco não é fácil de lidar, pois ele pode morder, arranhar e ficar escondido, dificultando seu acesso a ele. Alguns fatores fazem com que o gato fique arisco, como  medo, insegurança, ansiedade e falta de socialização.

Você tem um gatinho que está assim? Calma, é possível amansar a fera… Com muita paciência!

Primeiro passo: Leve seu gato ao veterinário. Às vezes ele pode estar sentindo dor, por isso está arredio.

Dica 1: Tente descobrir qual é a causa de seu gato estar arisco. Se é o ambiente, as pessoas, o barulho etc., e tente amenizar o problema.

Dica 2: Não force a amizade! Não tente pegá-lo no colo enquanto ele tenta fugir e se esconder de você, isso vai piorar a situação e deixar o gato mais ansioso. E não bloqueie o caminho de fuga dele, se ele quiser correr de você libere a passagem. Mas atenção: sem deixar o gato ter acesso à rua!

Dica 3: Agrade seu gato com brinquedos, petiscos e carinho quando ele permitir. Ele vai começar a associar você com coisa boa e a sentir mais segurança na sua presença.

Dica 4: Não o repreenda com violência física ou gritos. Isso vai deixar o gato ainda mais assustado e arisco. Vá com calma quando ele fizer algo errado, um “não” firme é suficiente.

Dica 5: O uso de florais específicos para animais pode ajudar bastante a acalmar o gato. Converse com seu médico veterinário para ele indicar a melhor fórmula.

Dica 6: Existe no mercado um produto chamado Feliway. Bastante usado para problemas comportamentais dos bichanos, esse produto é uma versão sintética do feromônio facial felino. Tem versão spray ou difusor elétrico.

Agora, temos um caso mais caótico do que gatos ariscos: os gatos ferais.

Gato feral é um gato que nunca conviveu com humanos, vive nas ruas e em colônias. É basicamente impossível a sua domesticação. A maior possibilidade de domesticação de gatos ferais se dá em casos de gatos filhotes de até 3 meses, quando ainda é possível a socialização.

Mesmo não se deixando domesticar, esses gatos não vivem exclusivamente da caça, e as colônias costumam ser perto de humanos, para que tenham mais acesso à comida.

Aconselha-se que, se possível,o gato feral seja recolhido, castrado e devolvido para sua colônia, a fim de ajudar a diminuir a superpopulação desses animais.

0b6df3_e1308c8558974411b80b3148ef5a49bb.jpg

Fonte: Felinos Urbanos, Gatinho Branco, Tudo Gato, Folha de SP, Cachorro Gato, Bolsa de Mulher Pet, CatClub

Fotos: Ronron Brigadeiros, Town Centre Vet, Personal Alternativo, OMG Sayuri, Blog do gato, Felinos Urbanos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s