Acho que minha gata está prenha. E agora?

O texto de hoje vai especialmente pra quem tem gatinhas. Está com suspeitas de que sua gata está prenha? Você sabia que o barriga da gata só começa a aumentar quando a gestação já está mais adiantada? Para não fazer com que você tenha uma surpresa sem estar preparado, vamos dar dicas de como saber se filhotinhos estão a caminho e como cuidar da mamãe e de seus bebês.

1. Antes da gravidez: como sei se minha gata está no período fértil?

Você pode ficar atento a alguns sinais para saber se sua gata está no cio, ou seja, no período fértil onde ela tem chance de ficar prenha. Os sinais comportamentais envolvem:

  • Se esfrega demais;
  • Fica rolando no chão;
  • Fica mais carinhosa;
  • Urina mais, como que para marcar território;
  • Começa a uivar;
  • Chama o macho empinando a parte traseira e deixando o rabo para um dos lados.
  • O cio ocorre com mais frequência em dias quentes e pode ocorrer a partir dos 4 meses de idade do animal. O período por variar de cinco a 14 dias nas épocas quentes e  de um a seis dias nas épocas frias. O intervalo entre um cio e outro pode durar de quatro a seis semanas.

2. Acho que minha gata está prenha, como posso ter certeza?

Alguns sinais físicos podem indicar a gravidez felina. Fique atento para:

  • Mamas mais inchadas e rosadas;
  • Corrimento leitoso saindo das mamas;
  • Coluna curvada para dentro e barriga inchada;
  • Instintos de aninhamento (a gata costuma preparar um local confortável para o parto);
  • Enjôos e vomitos;
  • Mais carinhosas ou arisca.

Ao observar alguns desses sintomas é importante levar a gata ao veterinário para confirmar a gravidez e receber a orientação necessária de como proceder. O período gestacional pode durar entre 60 e 70 dias.

3. Minha gata está prenha. E agora?

Por volta do vigésimo dia da gravidez, é possível verificar o número de filhotes através de um ultrassom, o que é importante para que você possa se preparar para a vinda dos filhotes. Para ter certeza desse número, o ideal é um raio-x por volta dos 45 dias de gestação.

Antes de dar qualquer remédio para a gata, converse com o veterinário para não colocar em risco a gestação. Nas últimas semanas da gestação, aumente a ingestão calórica da gata. Lembre: ela não está comendo só por ela, e sim por uma ninhada!

Ao final da gravidez, é importante que a gata não saia de casa para que ela não acabe encontrando um local para dar à luz na rua. Indica-se a preparação de um local aconchegante dentre de casa, como uma caixa de papelão forrada com mantas em algum local calmo e seco. O ideal é colocar a ração, água e caixa de areis perto do local para que ela fique ali por mais tempo.

Lembre-se se conversar sempre com o veterinário e seguir suas indicações.

4. A gata entrou em trabalho de parto, o que eu faço?

Os animais já estão preparados para passar pelo parto sem o auxílio humano. É importante que você fique com ela para evitar complicações que podem ocorrer, estando sempre preparado para ligar para o veterinário caso necessário. O processo pode durar horas e é um momento doloroso para a gata, assim como com os humanos.

Pode ser necessário que você retire a placenta que envolve os gatinhos e corte o cordão umbilical, para isso pode ser uma boa ideia alertar o médico veterinário no começo do trabalho de parto, para devidas orientações.

Indica-se ficar de olho no tempo entre o início do trabalho de parto e o nascimento do primeiro filhote. O ideal é que o processo ocorra em até duas horas. Se a gata apresentar sinais de exaustão, o ideal é levá-la para o veterinário pois uma cesariana pode ser necessária.

5. Os filhotes chegaram! Como cuido deles e da mamãe?

No primeiro momento após o nascimento, deixe que a gata cuide deles e os limpe. Lembre-se se vacinar corretamente a ninhada para protegê-los de complicações.

A mãe vai fazer tudo em seu alcance para auxiliar os filhotes no começo da vida, então boa parte dos problemas está resolvida. Resta a você que providencie uma boa alimentação para a gata e deixe-os confortáveis e tranquilos. Além disso, é importante observar. Observe qualquer sinal de complicação e informe o médico veterinário.

Fontes: pt.wikihow.comfarmaciadocanico.ptbolsademulher.comcachorrogato.com.branimais.umcomo.com.brpurina.ptfelinus.org

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s