Gatos idosos

A idade chega para todos nós, não é mesmo? Para os gatos não é diferente. Eles também ficam velhinhos e passam por uma série de mudanças a que devemos nos acostumar e saber lidar. 

 

O ciclo de vida do gato pode ser dividido em quatro estágios: 

 

    ;

  • ;

    Filhotes – 6 a 8 meses

    ;

  • ;

  • ;

    Adultos – 1 a 7 anos

    ;

  • ;

  • ;

    Idosos – 8 a 12 anos

    ;

  • ;

  • ;

    Geriátricos – 12 anos em diante

    ;

  • ;

 

O tempo médio de vida do gato fica entre 14 e 16 anos, mas há gatos que chegam aos 20 anos e até casos de gatos que alcançaram os 30!

 

A longevidade dos bichanos tem aumentado (claro, animais que vivem dentro de casa) devido à melhoria dos cuidados que são oferecidos a eles, como assistência veterinária, alimento balanceado para cada etapa da vida, castração, vacinas, melhor controle de doenças etc. Isso tudo tem ajudado a manter os gatinhos juntos de nós por mais tempo! 

 

 

>> Leia também: Qual é a melhor ração para o seu ronrom?

 

 

Problemas de saúde que surgem quando o gato envelhece:

 

 

    ;

  • ;

    Sistema imunológico fica mais sensível

    ;

  • ;

  • ;

    Maior propensão a infecções

    ;

  • ;

  • ;

    Desidratação

    ;

  • ;

  • ;

    Problemas de pele

    ;

  • ;

  • ;

    Pelos opacos

    ;

  • ;

  • ;

    Unhas crescem mais rápido, são mais grossas e quebradiças

    ;

  • ;

  • ;

    Sintomas de senilidade: perambular pela casa, miados excessivos, desorientação, lapsos de memória e perda de interesse de sociabilização

    ;

  • ;

  • ;

    Problemas de audição

    ;

  • ;

  • ;

    Problemas de olfato

    ;

  • ;

  • ;

    Problemas de visão

    ;

  • ;

  • ;

    Problemas dentários, com possíveis perdas de dentes

    ;

  • ;

  • ;

    Problemas renais

    ;

  • ;

  • ;

    Problemas articulares

    ;

  • ;

  • ;

    Problemas intestinais

    ;

  • ;

  • ;

    Problemas com peso

    ;

  • ;

  • ;

    Hipertireoidismo

    ;

  • ;

  • ;

    Hipertensão

    ;

  • ;

  • ;

    Diabetes

    ;

  • ;

  • ;

    Câncer

    ;

  • ;

 

Para ajudar no controle e na prevenção de doenças nos gatos idosos, os felinos devem ter uma dieta mais apropriada para sua idade, e produtos específicos já podem ser encontrados com facilidade nos petshops, contendo os nutrientes, vitaminas e suplementos necessários para manter a saúde felina em dia. Converse com seu médico veterinário sobre qual é o melhor tipo de alimentação para o seu gato. 

 

 

Mudanças de aspecto e comportamento:

 

 

Atividade – os gatos ficam menos ativos conforme envelhecem. Não significa que durmam mais, mas tendem a ficar acordados enquanto seus donos dormem e a dormirem enquanto os humanos estão acordados. Na verdade, gatos mais velhos costumam ter sonos mais curtos, pois precisam levantar mais vezes para fazer suas necessidades. 

 

Brincadeiras – Como o gato já não é mais tão ativo, ele precisa ser estimulado a brincar. Mas não faça brincadeiras muito fortes e não insista quando ele não quiser brincar mais. 

 

Agressividade – Como o gato está com os sentidos diminuídos, ele se torna mais receoso e pode ficar agressivo. Mas na verdade é um meio de defesa, pois ele pode sentir-se em perigo se não enxerga direito a pessoa ou se alguém surge sem fazer barulho.

 

Humor – Alguns gatos quando envelhecem tornam-se mal humorados e perdem a capacidade de lidar com o stress. Ficam mais irritáveis e chegam a não gostar de serem tocados; outros exigem mais atenção e podem ficar ciumentos com relação a outros animais ou crianças.

 

Cuidados extras:

 

Escove o gato com frequência. Ele já não tem mais agilidade e flexibilidade pra limpar o corpo todo. Toalhinhas umedecidas também ajudam a manter a higiene do seu gato. 

 

Gatos idosos são mais friorentos. Sempre deixe à disposição uma caminha bem quentinha com uma coberta. 

 

Fique atento ao apetite e à quantidade de água que ele bebe. Beber muita água pode ser sinal de problemas renais. Na dúvida, leve-o ao veterinário. 

 

E, por fim, sempre faça seu gato saber que você o ama. Dê muito carinho, muita atenção, nunca o ignore. Faça muitas festas pra ele e, até o fim, nunca o abandone. 

 

Importante:

 

Entre as idades de 1 a 9 anos, seu gato deve ser examinado anualmente pelo veterinário. A partir dos 10 anos, o exame deve ser feito 2 vezes por ano. Pacientes com doenças já existentes necessitam de exames com mais frequência ainda.

 

Os gatos são peritos em esconder as doenças. Dependem, aliás, dessa habilidade para sobreviver em estado selvagem, uma vez que os animais doentes são mais fáceis de caçar. Por isso, não espere por sinais de alarme para levar o seu gato ao veterinário. 

 

Nunca encare os problemas do seu gato idoso como algo “próprio da idade”. Apesar de a idade tornar os gatos menos resistentes, isso não quer dizer que o gato tenha de passar o último período da sua vida com dor. Se notar algo de anormal, leve o seu gato ao veterinário.

Faça visitas regulares e mantenha-se alerta para qualquer alteração de comportamento.

 

 

Falando em gatinhos idosos, que tal adotal a Chérie? A idosinha mais linda do Ronrom? 

 

https://www.facebook.com/AdoteUmRonrom/photos/a.461706333931819.1073741866.354952034607250/680994632002987/?type=3&theater

 

 

A Chérie foi resgatada pelo Ronrom em 15 de fevereiro de 2015 de uma colônia próxima ao projeto junto com outros gatos (incluindo a Mônica). Não temos certeza da idade da Chérie, porque após muitos anos na rua é difícil avaliar, mas sabemos que ela é idosa.

 

 
;Quando chegou, a Chérie era bastante medrosa e arisca, ficava só deitada na prateleira mais alta do quarto e não descia enquanto tivesse gente lá. Mas aos poucos ela foi se acostumando, e hoje não se esconde quando vê conhecidos, mia e se enrosca nas nossas pernas para pedir sachê e cafuné, já deixa algumas pessoas tocarem nela e fazer carinho. Ela vai precisar de um pouquinho de paciência na casa nova, até se socializar melhor, mas é um amor. Gosta de outros gatos, especialmente filhotes.

 

 

Para adotar: queroumronrom@gmail.com
;Será doada somente para apartamento telado.

 

 

Fontes: dicaspeludas.blogspot.com.brwww.uniaozoofila.orgblogfelino.wordpress.com, www.cachorrogato.com.br, tudosobregatos.com.brwww.purina.pt

 

Fotos por: DAVID HEDGES/SWNS, care2webmd, Carol Demazi

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s