A higiene dos gatos

Os gatos são animais extremamente limpos por natureza. Eles têm o habito de enterrar seus dejetos, e se limpar inúmeras vezes por dia, se lambendo de forma bem metódica e meticulosa, garantindo todos os cuidados de higiene fundamentais a uma vida saudável. O dono pode auxiliar na higiene do gato com alguns cuidados que citaremos nesse post:

Gatos x banho: deve-se dar banho com água no gato?

Os gatos são animais muito higiênicos e dedicam sempre algum tempo por dia a esta atividade, por isso, não se faz necessário dar banho ao seu animal. É verdade que os gatos não gostam de água e quando são obrigados a tomar banho pode ser um processo um pouco tortuoso para ao animal, podendo estressá-lo. No caso de gatos que gostam de banho, e reagem bem à água, não tem problema se quiser dar um banho no seu ronrom de vez em quando. Vale lembrar que não é bom dar banho com muita frequência, pois pode desequilibrar a oleosidade natural da pele e do pêlo deles.

Existem diversas maneiras de auxiliar na higiene do gato:

 

Anti-pulgas: mesmo para os gatos que vivem em apartamento, é importante deixar o anti-pulgas em dia, pois esses pequenos parasitas podem aparecer em qualquer lugar, mesmo ambientes internos e sem acesso à rua; 

 

Tosa: Em caso de gatos com pelos longos que possam conter nós, ou até mesmo para o gato não sofrer com calor excessivo no verão, é possível tosá-lo, para aliviar a quantidade de pelos. Para a tosa não é necessário dar banho, sendo assim uma alternativa aos gatinhos que tem medo de água;

 

Escovar o seu gato: ajuda a eliminar o excesso de pelos, fazendo eles ingerirem menos pelos quando estiverem se lavando. Uma dica boa para escovar os pets é o Furminator uma escova que elimina até 90% dos pelos mortos dos gatos e cachorros;

 

Limpar os ouvidos: gatos têm tendência a acumular sujeira nos ouvidos. Para que não se torne um problema ao ponto de dar origem ao aparecimento de otites, deve-se limpar com cuidado os ouvidos, utilizando um algodão embebido em soro fisioló
gico. Dependendo de cada gato, esse processo pode ser praticado com mais ou menos frequência, ou até ser completamente desnecessário.

 

Limpar os olhos dos ronrons, evitando o acúmulo de secreções. Caso note que o seu gatinho está acumulando muita secreção nos olhos, ou até mesmo nos ouvidos, consulte um veterinário pois pode ser sintoma de alguma doença;

 

Manter a caixinha de areia sempre limpa – bem como os potes de ração e água; além de os gatinhos não gostarem de usar a caixinha de areia suja, não faz bem para a saúde deles, e nem nossa, deixar os dejetos parados por muito tempo. Tente limpar a caixinha de areia 1 ou 2x por dia, e higienizá-la sempre que possível. Lave também os potes de ração e de água, e troque-a todos os dias;

Caso o pelo do seu ronrom esteja opaco, com ar menos lustroso e bonito, normalmente é sinal de doença ou também de uma alimentação desajustada. Como exceção, temos os gatinhos já idosos, onde o pelo já não é tão brilhante e os próprios animais deixam de dar tanta importância aos cuidados de higiene, pelo que este de forma gradual vai ficando menos bonito. Mas mesmo nos animais mais velhos, sempre que notar uma mudança brusca do aspecto do pelo do seu gatinho, é recomendado que consulte o veterinário.

 

Lembre-se também de dar vermífugos sempre em dia para seus ronrons, e não deixe de levá-lo no veterinário caso note algo de diferente nele. Com cuidado e muito carinho, seu ronrom vai estar sempre lindo e saudável. 

 

Leia também:

O que você precisa saber sobre toxoplasmose 

5 mitos populares sobre os gatos

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s