5 mitos populares sobre os gatos

O universo felino é cheio de historinhas e mitos populares que, se levados a sério, podem atrapalhar a convivência e a saúde dos gatinhos. São aquelas coisas que a gente escuta por aí sem saber de onde vieram, mas que muita gente ainda repete sem verificar a procedência. A não ser que você esteja assistindo a um desenho animado, desconfie sempre que ouvir uma das seguintes inverdades:

 

 

1. Os gatos não se apegam às pessoas

 

Essa é uma das maiores inverdades que até hoje são repetidas por aí sobre os ronrons, mas qualquer pessoa que conviver com um gato vai perceber que se trata de mito. É claro que existem graus diferentes de apego, assim como nas outras espécies de animais domésticos e até entre as pessoas: alguns são mais grudados, carentes e outros mais independentes, não demonstrando tanta afeição. Mas isso não significa que pra eles tanto faz estarem sozinhos ou na presença dos humanos, e nem que o importante é apenas ter comida e água limpa no pote. Os gatinhos sabem, sim, quando estão perto das pessoas conhecidas e amadas, e ficam felizes quando chegamos em casa após passarmos o dia fora.

 

 

 

 

2. Gatos têm medo de água

 

Verdade que uma parte dos bichanos não curte aquele banhozão no tanque, mas existem muitos gatos que adoram e a generalização acaba se tornando falsa. A internet está cheia de vídeos e imagens que mostram gatos inclusive mergulhando na banheira. A questão é que, se a água for sempre apresentada ao animal como motivo de ameaça e pânico, ele de fato vai querer sair correndo. Caso você queira acostumar o seu animal à água, experimenta associá-la sempre a momentos de diversão e brincadeira, com o mínimo de tensão possível.

 

 

 

3. Gatos caem sempre em pé

 

Tá na cara que isso não é verdade, mas não custa repetir. Gatos não caem sempre de pé, e eles se machucam – e muito – ao cair da janela. Por isso, se alguém usar esse mito como desculpa para não colocar redes de proteção no apartamento, saiba que o gato dessa pessoa corre sérios riscos de se ferir. Acho que nem precisamos falar sobre ter 7 vidas, né? Alguém realmente acredita nisso?

 

 

 

4. Filhotes devem ser alimentados com leite

 

Falso. A menos que seja o leite da mãe, ou de outra gata que possa amamentá-los, os filhotes não devem receber leite. O leite de qualquer outra espécie (vaca, cabra etc) ou leite em pó para consumo humano não deve, de maneira nenhuma, ser dado aos felinos, pois é tóxico para o organismo dos gatos. Cada mamífero é adaptado para receber apenas o leite de sua espécie, com o conjunto de enzimas necessárias para digerir e processar o alimento no organismo – não à toa muitas pessoas não toleram o leite de vaca, por exemplo. Caso o gatinho recém-nascido não tenha acesso a uma gata para ser amamentado, existem produtos no mercado veterinário especialmente desenvolvidos para substituir esse leite, e até minimamadeiras próprias para esse fim.

 

 

 

5. Gatos não podem ser educados

 

O que ocorre é que os gatinhos não curtem uma relação de autoritarismo por parte dos humanos, e por isso em geral não se deixam condicionar facilmente pelo esquema comando/recompensa. Gatos precisam ter espaço para fazer o que estiverem com vontade, mas é possível, sim, ensinar os ronrons a usar determinados espaços da casa e a não escalar a sua perna cada vez que você pega o saco de ração. Alguns produtos conhecidos como “atrativos” ajudam nesse processo, pois fazem com o que o gato se sinta mais à vontade nos espaços onde você quer que ele fique. Basta ter paciência e tratá-los com respeito.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s